19/11/2014 Beatriz

Venho partilhar a minha história, para tentar dar um pouco de ânimo e confiança a todas aquelas que têm que viver com o Asherman.

Perdi uma filha em Abril de 2011, depois de lhe ser diagnosticada uma malformação incompatível com a vida. Depois disso fui diagnosticada com Asherman, depois de muitos exames e incertezas... 

Como o Asherman em Portugal é uma doença praticamente desconhecida, fomos avisados que a minha infertilidade seria permanente.

Não me conformei.

Estudei tudo o que havia para estudar. Lutei muito. Tive a sorte de poder procurar especialistas em malformações de utero que se disponibilizaram a tentar fazer o tratamento cirurgico sempre sublinhando que não deveríamos ter muitas esperanças...

Em Junho de 2013 fiz a ultima cirurgia. O utero começou a responder.

Em Abril deste ano o meu filho nasceu. Um bebé perfeito, saudável, nascido do Asherman e feito com muito amor, preserverança e esperança .

Mesmo quando o Mundo nos manda baixar os braços não devemos desistir. Eu consegui. Espero sinceramente que consigam também.

International Ashermans Association
visitors: 

Conditions of third party use

Contents from this website may be reprinted only under the condition that the content is credited to International Ashermans Association and a URL link i.e.  http://www.ashermans.org/ 
is included.